Buscar
  • Renata Serrano

Bodega Santa Rosa no Uruguai

Em uma das viagens com navios da MSC, fizemos uma parada em Montevideo e desci pra conhecer uma das inúmeras bodegas que por lá existem.

Primeiro passamos por pontos turísticos da cidade como a parte antiga, a beira-mar e o estádio Centenário. Em seguida fomos à Bodega Santa Rosa, um dos maiores exportadores de vinhos do Uruguai. Fomos recebidos pela bisneta do fundador Juan Bautista Passadore.

A Bodega não é tão estruturada para visitação como outras que visitei mas serve para conhecimento. Fomos (o grupo) muito bem recebidos e tivemos toda a explanação de como se produzem os vinhos da Santa Rosa. Desde o recebimento das uvas até o engarrafamento e consumo.

O enólogo, que é marido da bisneta (esqueci de anotar os nomes, falha nossa!!) nos explicou tim tim por tim todo o processo.

O processo Champnoise é aquele que é feito dentro da própria garrafa (*).

Passamos pela parte subterrânea, que achei super interessante, e fizemos a degustação no final da Cava.

O primeiro que degustamos foi um espumante Medio y Medio. Um vinho de corte cujas uvas são Muscat e Moscato Giallo Miel. Um espumante doce, eu prefiro os Bruts, porém aromático e frutado.

Quando chegamos para a degustação, o que nos foi servido foi um Santa Rosa Premium Merlot. Um pouco frutado também, com tanino suave e de cor rubi. Pro meu paladar foi aprovado. Nos aguardava uma mesa bem arrumada com queijos, frios, pães e água.


(*) consiste na segunda fermentação de um vinho base, dentro da própria garrafa. Durante 2 meses, as leveduras transformam açúcar em álcool e consequentemente liberam gás carbônico, dando origem a perlage do espumante.


Se estiver passando por Montevideo dê uma paradinha na Santa Rosa e depois me conta o que achou.





0 visualização

Rota dos Vinhos com Renata Serrano

  • Facebook
  • Instagram