Buscar
  • Renata Serrano

Vinhos orgânicos, biodinâmicos e Naturais

Você sabe a diferença entre vinhos orgânicos, biodinâmicos e naturais?


Orgânicos Você já deve ter ouvido falar em produtos orgânicos. Com o vinho não é diferente. Nos vinhedos orgânicos é abolido o uso de pesticidas, herbicidas e adubos industriais. Como exemplo de produtores de vinhos temos: A Viña Matetic e a Emiliana (Chile); a Domaine Bousquet (Argentina); Vinícola Garibaldi (Brasil)


Biodinâmicos A agricultura biodinâmica vai além do cultivo meramente orgânico por se tratar de uma filosofia, não apenas uma técnica. A biodiversidade é respeitada, com o cultivo de outras espécies na propriedade para renovar as energias da terra e atrair abelhas que polinizam flores e frutos. Com isso os vinhos passam a ter um aroma mais intenso e típico, é mais saboroso e saudável. Como exemplo de produtores de vinhos temos: A Viña Matetic e Koyle (Chile); a Bodega Pablo (Espanha)


Naturais O vinho natural pode ser feito a partir de uma produção orgânica ou biodinâmica, mas o que o torna diferente é a ausência de leveduras artificiais ou aromatizantes na vinificação e de sulfitos, como o dióxido de enxofre (SO2), para sua conservação. Outra característica de certos naturais é a cor turva, pois eles não passam por filtragem.

Alguns especialistas atentam para a necessidade de decantar os naturais por uma hora antes de servi-los, para que evoluam todas as notas desejadas de aroma e sabor.

Como exemplo de produtores de vinhos temos: A Bodega Carrau (Uruguai); a Era dos Ventos (Brasil); a Zidarich (Itália)



Agora é só degustar e aprender um pouco mais sobre os diversos tipos de vinho. TIM TIM!!!

0 visualização

Rota dos Vinhos com Renata Serrano

  • Facebook
  • Instagram