Buscar
  • Renata Serrano

Museu do Vinho na França atrai visitantes e aumenta fluxo de enoturistas

Já ouvi falar na Cidade do Vinho? Pois é, ela existe e está na França.

O National Geographic o classificou em sétimo lugar na lista dos melhores museus do mundo.

Inaugurada em junho de 2016, em Bordeaux, se propõe a oferecer aos visitantes que exploram o espaço um pouco da cultura do vinho ao longo do tempo e das civilizações.

Chamada La Cité du Vin, só o nome já é chic, este museu é inteiramente dedicado à bebida produzida na região. São mais de 13 mil metros quadrados divididos em 10 andares, deve ser de enlouquecer qualquer amante de vinho como nós.

No oitavo andar, o mais alto do museu, se encontra um mirante de 35 metros de altura no qual é possível degustar vinhos de diversas partes do mundo com uma vista panorâmica de Bordeaux. Não sei você, mas já me vi neste mirante.

Na prática, o que se vê é o resgate da história desde seis mil anos antes de Cristo até os dias de hoje em uma simulação de passeio de barco que leva o visitante da história marítima dos gregos e romanos aos comerciantes holandeses que chegaram ao Japão no século 17. E inclui experiências como a exposição sobre vinho e amor, onde projeções de ilustrações de Vênus e Baco podem ser admiradas de sofás de veludo vermelho.


As exposições temáticas trazem ainda uma turnê por vinhedos ao redor do mundo, uma série de globos interativos que apresentam a economia global do vinho, a metamorfose da bebida ao longo do tempo e o papel dos cinco sentidos para o aproveitamento de tintos, brancos e espumantes.

Museu já é interessante por si só agora um Museu do Vinho é “hors concours”, ou seja, incomparável.


Imagina visitar 19 módulos temáticos, obter informações sobre diversas regiões vinícolas do mundo, ter experiências sensoriais indescritíveis além de outras sensações que só o vinho faz por você.


As visitas são feitas através de um dispositivo semelhante a um smartphone que descreve cada setor da exposição. Atualmente os áudios estão disponíveis em oito idiomas e há promessa de que o português será incluído brevemente.


A "cidade do vinho" conta ainda com uma loja que tem 800 rótulos disponíveis, sendo 200 franceses e os demais do resto do mundo.

A entrada é gratuita mas para visitar as áreas de exposição, o mirante e participar de workshops o turista paga. Os ingressos custam € 20,00.


Espaços como restaurantes, adega de vinho, sala de leitura, terraço, jardim e centro de informações turísticas podem ser acessados sem o bilhete de entrada.

Tire um dia inteiro para visitar o Museu e ao final você vai ver que quer voltar pra fazer tudo de novo.


E aí? Seu próximo destino será a França?

A Barbarela Turismo elabora roteiros personalizados que farão você experimentar o melhor que a França pode oferecer.


Consulte os roteiros especialmente elaborados para os amantes de vinho e descubra este fascinante mundo do Enoturismo.

https://www.barbarelaturismo.com.br/pacotes-personalizados


Acompanhe os posts da “Rota dos Vinhos” e se prepare para conhecer um pouco mais sobre Enoturismo, Gastronomia e muitas dicas.


Agora temos também nosso canal no Youtube - Rota dos Vinhos Enoturismo


Até a próxima!!!

Renata Serrano Barbarela Turismo – uma agência de viagem especializada em Enoturismo

Contatos: renata@barbarelaturismo.com.br

Fones: (19) 3826-3440 e 98154-9440



0 visualização

Rota dos Vinhos com Renata Serrano

  • Facebook
  • Instagram