Buscar
  • Renata Serrano

Já conhece Mendoza?

Impossível falar de vinhos e Enoturismo sem pensar em Mendoza. Considerada a capital do vinho da América do Sul, a cidade argentina está localizada aos pés da Cordilheira dos Andes e abriga cerca de 1200 vinícolas, tá bom pra você? A principal uva da região é a Malbec que produz vinhos suaves e jovens.

Muitas das vinícolas abrem suas portas para visitação, não são todas, mas a grande maioria e é possível fazer um tour aprendendo um pouco mais sobre o processo de produção e também degustar os fantásticos vinhos que cada uma oferece. É possível também participar de almoços harmonizados que são um verdadeiro show gastronômico. Para cada prato é servido um vinho diferente e se prepare porque o difícil vai ser escolher qual o melhor.

As vinícolas de Mendoza, ou “bodegas” como são chamadas na Argentina, estão distribuídas em três grandes regiões: Luján de Cuyo, Maipu e Valle de Uco.


Na região de Luján de Cuyo não deixe de visitar a Catena Zapata, queridinha dos brasileiros, a Pulenta Estate, a Chandon, a Belasco de Baquedano, que tem uma sala de aromas imperdível, a Luigi Bosca, a Achaval Ferrer, a Altavista, a Septima, Matervini, Viña Cobos e a Norton. O almoço na Norton é de babar.


Em Maipu visite a Trapiche e a Família Zuccardi. Nesta última eu almocei e foi incrível. A Família Zuccardi foi a grande responsável pelo desenvolvimento do enoturismo na região de Mendoza. Eles contam ainda com uma fábrica de azeite que pode fazer visitação e degustação, aulas de culinária e passeios de balão. Tem ainda a Ver Sacrum, onde você é recebido pelo proprietário Eduardo Soler e literalmente irá se sentir em casa. Não dei de provar a bela gastronomia da Casa El Enemigo. Uma maravilha.


O Valle de Uco fica um pouco mais distante de Mendoza, cerca de 100 km, e é a região mais nova comparada com as outras duas. A Andeluna, a Salentein, a Alpasion e a O.Fournier não podem deixar de constar na sua lista.

De tudo isso que falei o mais complicado será eleger qual você vai gostar mais porque, acredite, é uma mais apaixonante que a outra.


Normalmente os passeios te levam a conhecer 03 vinícolas por dia e na última você faz o almoço harmonizado agora, fique a vontade para conhecer quantas quiser (ou aguentar).


O Enoturismo, ou turismo de vinho, é sem dúvida o principal atrativo da cidade, mas não o único. Quem gosta de apreciar a natureza e fazer atividades ao ar livre encontra ali cenários deslumbrantes com lagos, rios, montanhas nevadas, trechos de deserto e vales. A mais famosa atração natural é o pico do Aconcágua com quase 7000 metros de altitude. A natureza também é muito bem preservada no centro de Mendoza com ruas arborizadas e diversos parques, dentre eles o Parque General San Martin com 400 hectares e considerado um museu a céu aberto.


Um passeio que fiz e achei bastante interessante foi o Alta Montanha. Passando por Potrerillos faça uma parada no Vale de Uspallata. Depois conheça a histórica ponte sobre o Rio Picheuta e a estação de ski Los Penitentes. Continuando o passeio, será possível ver a Ponte do Inca, um local bem místico. No topo do passeio, a aproximados 4.000 metros acima do nível do mar, chega-se ao Cristo Redentor, monumento que simboliza o fim de uma disputa territorial entre Chile e Argentina. Só tenho que lembrar que são 365 curvas em uma estrada que você não sabe se vislumbra a bela paisagem ou se reza pro motorista chegar rápido. Sem dúvida a paisagem vai compensar.



Além de tudo isso você encontra outras atrações como cassinos, discotecas, teatros, museus e um comércio variado. Sem contar os restaurantes de chefes renomados como o Francis Mallmann, que já foi eleito o 7º melhor do mundo e o primeiro da Argentina a funcionar dentro de uma vinícola, a Bodega Escorihuela.


Em março acontece o maior evento da cidade, a Vindima. A festa adquiriu importância através dos anos e se consagrou como a mais importante do país. Além disso, se encontra entre as cinco maiores festividades do planeta. A Vindima nada mais é do que a celebração de todo o trabalho feito durante o ano.

Mendoza vai te encantar do começo ao fim e é bem provável que você queira voltar várias vezes.


Consulte os roteiros da Barbarela Turismo especialmente elaborados para os amantes do vinho.

https://www.barbarelaturismo.com.br/pacotes-personalizados

0 visualização

Rota dos Vinhos com Renata Serrano

  • Facebook
  • Instagram